Gaiola


Sabe aquele passarinho verde?
Sim, aquele morador das esquinas das cidades... que ora era digno de pena, ora era invejado por sua liberdade?
Então, ele está preso.
Uma pessoa o encontrou.
Num primeiro momento ele sentiu finalmente a segurança que precisava.
Mas o tempo passa.
Hoje, ele mal quer comer a comida que lhe oferecem.
Dizem as más línguas que ele perdeu a cor...

X

2 comentários:

Conta pra mim, não conto pra ninguém...